Polícia

Missa de 7º dia de policial que morreu ao cair de prédio onde morava será hoje

Comunicado é de amigos, policiais e familiares

Midiamax Publicado em 22/05/2015, às 14h55

None
honorio.jpg

Comunicado é de amigos, policiais e familiares

Será na noite desta sexta-feira (22), a missa de 7º dia do investigador da Polícia Civil Honório Aparecido de Oliveira Filho, de 43 anos. A cerimônia esta marcada para às 19 horas na Igreja do Perpétuo Socorro, localizada na Avenida Afonso Pena, 377, Bairro Amambaí, região central de Campo Grande.

A informação foi passada pela assessoria da Polícia Civil e o convite é feito pelos amigos, policiais e familiares. Honório era lotado na Decon (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra a Relação de Consumo) e deixou esposa e três filhos.

Caso

O investigador morreu no sábado (16) depois de cair do 2º andar do prédio em que morava no Bairro Flamboyant. Segundo o delegado Sidnei Alberto, assessor de comunicação da Polícia Civil, testemunhas afirmaram que a vítima estava visivelmente embriagada.

Ele foi deixado pelo lado de fora de casa por colegas. No local, o policial percebeu que estava sem a chave e entrou em contato com a esposa, que não estava na residência, mas falou que levaria a chave para ele.

No meio tempo um vizinho chegou a conversar com o investigador, que reforçou estar esperando a mulher para entrar em casa. Minutos depois o policial teria se desequilibrado e caído sobre a laje no primeiro piso, uma altura de aproximadamente 3 metros e meio.

O Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi chamado e encaminhou Honório para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Tiradentes, onde ele morreu horas depois. O caso chegou a ser registrado para ser investigado.

Jornal Midiamax