Polícia

Justiça realiza audiência sobre o caso de ‘Policial Pitbull’

Policial aposentado fugiu após o crime, que foi flagrado por câmeras de segurança 

Wendy Tonhati Publicado em 30/06/2015, às 13h09

None
policial_pitbull_-_cameras_de_seguranca_.jpg

Policial aposentado fugiu após o crime, que foi flagrado por câmeras de segurança 

A Justiça vai realizar nesta terça-feira (30), a primeira audiência sobre o assassinato do comerciante Rodrigo José Rech, de 31 anos, ocorrido no dia 24 de março de 2014, no Bairro Monte Castelo, em Campo Grande. O suspeito é o policial civil aposentado Carlos Roberto Cerqueira, conhecido pelos vizinhos como ‘Policial Pitbull’

De acordo com a irmã de Rodrigo, Renata Rech, toda a família deve comparecer à audiência, marcada para as 13h30, na 2ª Vara do Tribunal do Juri.

O policial aposentado fugiu após o crime, que foi flagrado por câmeras de segurança de casas da região. O então delegado da 2ª DP, Weber Luciano de Medeiros afirmou que não havia dúvidas sobre a autoria do crime.

“Foi uma execução sumária. Pelas imagens dá para perceber que a vítima colocou as mãos na cabeça se rendendo. Mesmo assim, o autor desferiu vários tiros a pouca distância”, explicou o delegado na época do crime.

Um ano após matar o comerciante o policial aposentado se apresentou à Polícia Civil, em Campo Grande.

Rodrigo foi assassinado a tiros na tarde de 24 de março de 2014. O crime aconteceu na Rua Presidente Dutra, esquina com a Rua Zola Cícero, no Bairro Monte Castelo. O teria sido motivado por causa de uma rixa antiga entre as famílias da vítima e do suspeito por conta de uma construção na rua onde o crime foi cometido.

O policial aposentado tinha um histórico de violência e já haviam sido lavrados 14 boletins de ocorrência por ameaça e danos morais contra ele. Segundo vizinhos, em várias oportunidades ele foi visto caminhando pela rua, armado com um revólver, e sempre fazendo ameaças.

Jornal Midiamax