Polícia

Homem tenta matar desafeto, polícia é acionada e dois são presos por tráfico

Suspeito atirou contra homem e disse à PM que não sabe se o acertou 

Wendy Tonhati Publicado em 27/06/2015, às 10h35

None
interna.jpg

Suspeito atirou contra homem e disse à PM que não sabe se o acertou 

Dois homens foram presos por tráfico de drogas na madrugada deste sábado (27), no Bosque Santa Mônica, em Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender a uma ocorrência de disparo de arma de fogo em via pública. No local, acabou conseguindo prender o dono de uma ‘boca de fumo’ e um comparsa dele.

De acordo com o boletim de ocorrência, a PM foi informada de que um homem, conhecido como Júnior, teria feito vários disparos na rua. Testemunhas também disseram que ele era o proprietário de um ponto de venda de drogas.

Os policiais foram até a suposta ‘boca de fumo’, onde encontraram um veículo Gol, estacionado no quintal. Dentro do carro estava Fabiano da Silva Miranda, de 33 anos, que disse ter sido contratado para levar o veículo com 50 quilos de maconha para Vilhena (RO).

Ainda dentro da casa, os militares encontraram várias porções de maconha e materiais utilizados no preparo da droga para venda. No local também foi apreendida uma motocicleta Honda Bros, com registro de roubo.

No momento da ação policial, chegou um homem, que disse ser usuário de drogas. No local os policiais também receberam a identificação de quem era o responsável pelos disparos de arma de fogo na rua.

O homem, identificado como José Júlio Cavalheiro Inojossa, conhecido como ‘Julinho’, de 29 anos, foi encontrado em um terreno baldio. Ele confessou ter tentando matar um desafeto e disse aos policiais que não sabia se havia atingido o homem. O suspeito também confessou ser o proprietário das drogas, do dinheiro e disse possuir outros pontos de venda de drogas.

Questionado sobre a arma, ele indicou o local que havia escondido o revólver, calibre 32. A motocicleta encontrada no local ele disse ter sido ‘penhorada’ por um usuário de drogas.

Segundo o delegado Hoffman D’Avila Candido e Sousa, ‘Julinho’ é influente no tráfico de drogas em Campo Grande e também possui contato com internos do Estabelecimento penal de segurança máxima “Jair Ferreira de Carvalho”.

O caso foi registrado como tráfico de drogas porte ilegal de arma de fogo de uso permitido, tráfico de drogas e associação criminosa na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro.

Jornal Midiamax