Homem que lutou com policial de folga tem ficha criminal com dois nomes

A polícia investiga se documento de envolvido em tentativa de assalto é verdadeiro
| 06/07/2015
- 23:38
Homem que lutou com policial de folga tem ficha criminal com dois nomes

A polícia investiga se documento de envolvido em tentativa de assalto é verdadeiro

A Derf (Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes de Roubos e Furtos) investiga se Eduardo Benedito do Amaral, de 55 anos, é o nome verdadeiro do ladrão preso durante uma tentativa de assalto a uma serralheria, localizada na Vila Nasser, na última sexta-feira (3). Na ocasião, um sargento da Polícia Militar conseguiu impedir o assalto, que terminou com um bandido baleado.

De acordo com o delegado Ivahyr Luiz de Campos, Eduardo possui duas fichas criminais, cada uma com um nome diferente. “Em 2003 ele caiu por receptação e apresentou documentos falsos, durante as investigações descobrimos que ele tinha uma extensa ficha criminal em São Paulo, incluindo um homicídio”, explica.

Na época, o suspeito foi identificado como Valdivino da Silva Filho e nesse nome constavam vários crimes. A partir do ano de 2008, as passagens passaram a aparecer na ficha de Eduardo. “A identidade que ele apresentou é verdadeira, mas vamos investigar se não foi feita com documentos de terceiros, ou mesmo falsos”, relata Campos.

Enquanto isso, Eduardo, como alega se chamar, permanece preso na Derf. Já o comparsa Valmir Soares da Silva, de 44 anos, que também possui várias passagens pela polícia, continua internado na Santa Casa de Campo Grande, em virtude ao tiro que levou durante o assalto.

Caso

No início da tarde de sexta-feira (3), os suspeitos chegaram ao comércio em uma motocicleta. Valmir, que estava com um revólver calibre 38, desceu do veículo, rendeu o proprietário e o filho e os amarrou com fitas.

Enquanto isso, a mãe do proprietário viu a movimentação estranha no comércio e ligou para o sargento Mesa, que estava de folga. Assim que chegou ao local, o militar foi recebido a tiros por Valmir, que saia do imóvel, enquanto o comparsa o esperava na moto.

Houve troca de tiros e a dupla foi para cima do policial. Um dos disparos efetuados pelo sargento acertou a cintura do piloto da motocicleta, que, mesmo ferido, tentou segurar o militar, enquanto o comparsa tentava pegar a arma de fogo dele. Mesa foi ferido na cabeça por conta das coronhadas.

As vítimas conseguiram se soltar e ajudaram o sargento. Eles seguraram Eduardo, enquanto Valmir, que estava ferido, tentou fugir a pé, mas foi e detido pelo militar.

Com eles, havia três correntes de ouro e dois aparelhos de celulares. Ainda segundo o delegado Ivahyr, a principal hipótese é que os ladrões tenham ido até o comércio para roubar a caminhonete do proprietário, uma S10 preta.

“Já entrei em contato com a Defurv (Delegacia Especializada de Furtos e Roubos de Veículos) para ver se há registro de roubos parecidos com o modo que eles agiram”, conclui o delegado.

Veja também

Foram presas em flagrante no Centro de Campo Grande nesta sexta-feira (19)

Últimas notícias