Polícia

Homem encontrado morto estava quase nu e polícia não descarta execução

Vítima estava sem documentos e até o momento não foi identificada

Midiamax Publicado em 09/01/2015, às 20h27

None
img-20150109-wa0138.jpg

Vítima estava sem documentos e até o momento não foi identificada

O homem encontrado morto na tarde desta sexta-feira (9), por volta das 15 horas, no Córrego Bálsamo, próximo a Rua José Soares no Jardim Colibri II em Campo Grande, estava despido da cintura para baixo. A Polícia Civil está no local e trabalha com a hipótese de que a vítima foi assassinada.

O delegado Camilo Kettenhuber, da Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) Piratininga, disse que é possível que o homem tenha sido executado e jogado no córrego, mas também não descartou a possibilidade de que o corpo tenha sido arrastado pelas águas da chuva, até o local onde foi encontrado.

Apesar da suspeita de assassinado, devido ao estado de decomposição avançado do corpo, não é possível identificar marcas de violência. Conforme o delegado, nenhuma hipótese será descartada. Até o momento, acredita-se que a morte tenha ocorrido no mínimo há 24 horas.

O corpo da vítima estava preso aos galhos e foi solto pela polícia com o apoio de uma equipe do Corpo de Bombeiros. O homem estava sem documentos e até o momento não foi identificado. As pessoas que tiverem algum familiar desaparecido devem procurar a Depac Piratininga.

O corpo deve ser encaminhado ao Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). O delegado afirmou que as causas da morte só serão esclarecidas com o resultado do exame necroscópico.

Jornal Midiamax