Polícia

Famíllia queima galhos de mangueira, fogo atinge edícula e provoca estragos

Clima seco e vento levaram fagulhas até uma edícula, provocando danos materiais

Arlindo Florentino Publicado em 09/08/2015, às 20h32

None
img-20150809-wa0077.jpg

Clima seco e vento levaram fagulhas até uma edícula, provocando danos materiais

Durante uma comemoração de família, um ato inconsequente por pouco não provoca uma tragédia no Bairro Serradinho, em Campo Grande.

O churrasco corria solto e em determinado momento, um dos integrantes da família, de 27 anos decidiu colocar fogo nos galhos secos de uma mangueira, no quintal da residência, na Rua Emília Teodoro de Souza.

Com o clima seco e o vento, fagulhas atingiram uma edícula da residência, que serve como dispensa e depósito de materiais. Em cinco minutos as chamas tomaram a peça atingindo armários, latas de tinta e destruindo parte do teto.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e utilizou aproximadamente mil litros d’água paras controlar as chamas.

O Subtenente Recalde, que comandou a operação, afirmou que com o clima seco, é muito arriscado atear fogo em galhos secos ou em qualquer material , pois o risco das chamas se propagaram é grande.

Não houve registro de feridos com o fato limitando-se a danos materiais.

Jornal Midiamax