Polícia

​Ex-funcionários, donos de churrascaria destruída em incêndio querem recomeçar

Casal não tinha seguro e emprega quatro funcionários

Midiamax Publicado em 10/08/2015, às 21h28

None
_mg_8986-editada.jpg

Casal não tinha seguro e emprega quatro funcionários

Teto destruído, paredes, mesas e cadeiras queimadas e panelas chamuscadas, foi isso que restou da churrascaria Laçador, localizada na esquina das ruas Maracaju e Pedro Celestino, depois do incêndio da manhã desta segunda-feira (10). Diante dos destroços, o casal Djair Carvalho, de 47 anos e Maristela Lucena de Silva Carvalho, de 46, que tem a churrascaria como fonte de renda há 20 anos, só pensam em uma coisa: recomeçar.

Casados a 28 anos, Maristela e Djair compraram a churrascaria há 15 anos do irmão da mulher. Antes disso, os dois já trabalhavam lá como funcionários. Agora, o único pensamento é reconstruir a churrascaria no mesmo ponto, que desde o primeiro dono é alugado. “Amanhã mesmo vamos atrás as autorizações necessárias para desinterditar o prédio, conversar com os donos e começar a construir” afirma Djair.

Sem seguro e sem poupança destinada a qualquer tipo de reforma, o casal espera contar com a ajuda dos amigos, que já se mostram dispostos, afinal, são eles que estão no local desde que o Corpo de Bombeiros liberou a entrada para retirar os objetos que podem ser reaproveitados.

Além de algumas panelas e vários espetos que serão reutilizados depois de um banho de química, documentos do estabelecimento e o álbum de casamento do casal, que estavam guardados no escritório, resistiram as chamas.

“Trouxe o álbum a uns três meses, alguém pediu para ver, eu trouxe e acabou ficando aqui”, conta Maristela que entre tanta destruição, respira aliviada pelas lembranças em forma de fotos terem se salvado. Agora o casal reúne forças para começar do zero e assim como os quatro funcionários do restaurante, aguardam ansiosos o dia da reinauguração.

Início do incêndio

O fogo teria começado por volta das 11h45, quando um pequeno incêndio se iniciou na churrasqueira do local. Djair Carvalho conseguiu conter as chamas usando o extintor e voltou ao serviço normalmente.

Minutos depois os funcionários começaram a ouvir estalos e ao verificar do que se tratava, encontraram o teto estava em chamas. “Não sei como aconteceu, acho que na hora de apagar o fogo da churrasqueira alguma faísca foi para o foro” explicou Djair.

A churrascaria foi evacuada e o Corpo de Bombeiros foi acionado para apagar o incêndio. Conforme as informações, cerca de 40 pessoas estavam na churrascaria e ninguém ficou ferido. No início da tarde desta segunda-feira a Defesa Civil de Campo Grade foi até o local e interditou o prédio.

Jornal Midiamax