Polícia

Empresário do ramo do turismo foi executado com 11 tiros de pistola

A polícia procura pelo suspeito

Renata Portela Publicado em 25/09/2015, às 10h40 - Atualizado em 23/09/2019, às 11h57

None
240x180x4-56052940614f58aef3526c2fc83e3aac7d58b9e8cb979.jpg

A polícia procura pelo suspeito

Toni Ednaldo dos Santos, de 40 anos, foi executado na noite de quinta-feira (24), em Dourados, cidade a 225 quilômetros de Campo Grande. Ele estava sentado na cadeira de área, na frente da casa, acompanhado por um amigo, quando o suspeito chegou ao local e disparou várias vezes, atingindo 11 tiros no empresário.

A equipe da Polícia Militar foi acionada para ir até o local e, em conversa com a testemunha, foi informada de que um rapaz entrou na casa, disse para ela ficar calada e disparou várias vezes contra Toni.

No local, foram encontradas 7 cápsulas e 2 projéteis, que foram apreendidos, de acordo com o registro policial. A testemunha ainda revelou que o autor do crime não estava encapuzado e que foi até a casa com o intuito de matar a vítima, sem efetuar nenhum disparo contra ela.

A Perícia esteve no local e constatou que havia 11 lesões no corpo de Toni. O caso foi registrado como homicídio simples na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário). ‘Toni da Van’, como era conhecido, era dono de uma empresa de turismo e transporte, que funcionava na casa onde foi morto.

Jornal Midiamax