Polícia

Dono de fazenda registra na polícia ocupação de indígenas em MS

Segundo proprietário, funcionários tiveram que deixar propriedade

Wendy Tonhati Publicado em 23/06/2015, às 16h12

None
555530038656308.jpg

Segundo proprietário, funcionários tiveram que deixar propriedade

O dono de uma fazenda em Amambai, a 342 quilômetros de Campo Grande, registrou na Polícia Civil a ocupação da propriedade por indígenas, na última segunda-feira (22).

De acordo com o boletim de ocorrência, os empregados da fazenda foram surpreendidos durante a madrugada por gritos e bombas. Eles tiveram que desocupar as casas e se refugiar em meio ao pasto, até que o dia amanhecesse.

Segundo o relato do proprietário, na propriedade há quatro residências, sendo três de empregados e a sede. Nada foi retirado do local e os funcionários saíram até sem as roupas e os documentos pessoais.

No local há maquinário, estoques de medicamentos, sal e aproximadamente três mil cabeças de gado. O proprietário disse ter entrado em contato com a Funai (Fundação Nacional do Índio), que informou que não poderia ir até a fazenda sem a PF (Polícia Federal).

No fim da segunda, um procurador da república e um representante da Funai estiveram no local e segundo o proprietário, garantiram que haviam conversado com os índios e que na terça-feira (23), estariam no local para apoiar a retirada dos bens e dos animais. Porém, no fim da noite, o proprietário foi informado que o procurador não iria mais ao local para ajudar na negociação.

Caso foi registrado como esbulho possessório na Delegacia de Polícia Civil de Amambai. 

Jornal Midiamax