Polícia

Diogrande deixa de sair atrasado, mas agora apresenta erros frequentes

Um dos erros resgatou Gilmar Olarte como prefeito 

Heloísa Lazarini Publicado em 07/10/2015, às 16h54

None
prefeitura-de-campo-grande.jpg

Um dos erros resgatou Gilmar Olarte como prefeito 

O Diário Oficial de Campo Grande, que vinha sendo publicado em horários indefinidos, às vezes até à noite, descumprindo a lei, voltou a sair de manhã, mas desde que Alcides Bernal voltou a ser prefeito, a publicação tem apresentado erros inusitados.

Na terça-feira (6), foi publicado no Diário Oficial auto de infração referente a uma unidade de rede de farmácias São Bento, porém, a fiscalização que teria gerado suposta infração, aconteceu em 2010 e a unidade citada foi fechada há mais de um ano.

Na mesma edição, de terça-feira (6), foi publicada nomeação assinada pelo prefeito afastado Gilmar Antunes Olarte. Nesta quarta-feira (7), outro erro de publicação. A médica Márcia Maria Dal Fabbro, nomeada como Assessora Executiva I, com remuneração base de R$ 5.049, foi designada para atuar como diretor administrativo da diretoria administrativa do PAI (Pronto Atendimento Integrado), antigo Cempe (Centro Municipal Pediátrico).

Porém, conforme secretário municipal de Saúde, Ivandro Fonseca, a publicação “deve ser desconsiderada”, pois o PAI continua sob direção do médico Cristiano Lara e Márcia irá atuar desenvolvendo ações de combate epidemiológico na Sesau (Secretaria Municipal da Saúde).

Jornal Midiamax