Polícia

Delegado alerta para perigos em ‘resgatar’ celulares rastreados

Canadense foi morto ao tentar reaver celular

Midiamax Publicado em 19/06/2015, às 19h04

None
celular_-_mj.jpg

Canadense foi morto ao tentar reaver celular

Quem tem um aparelho de celular ou qualquer outro tipo de eletrônico está vulnerável a esquecê-lo. A tentativa de reavê-lo tem de ser feita de forma cautelosa, é o que explica o delegado da Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), Ivahyr Luiz de Campos, para a equipe do Jornal Midiamax.

No fim de semana, um canadense de 18 anos foi morto a tiros ao tentar reaver o smartphone usando um aplicativo de rastreamento. Jeremy Cook havia esquecido o eletrônico em um táxi e ao chegar ao local indicado pelo app, confrontou três homens armados, que estavam com o aparelho, e acabou sendo assassinado.

“É um caso trágico e poderia ter ocorrido em qualquer outra parte, pois do mesmo jeito que existe gente de boa índole, também existem aquelas de má índole. Portanto, em caso de perda de um celular, o interessante é ligar para o aparelho e conseguir o contato com quem esteja com ele”, explica o delegado.

“Marque com a pessoa um local público, onde haverá bastante movimento”, se referindo a praça e a shopping. “Caso a pessoa que estiver com o aparelho, comece a complicar a entrega, procure a delegacia ou mesmo a PM (Polícia Militar) para que consiga ter o celular de volta”, revela.

O aplicativo é um aliado. “Com ele há a precisão de onde está o aparelho, mas deixe isso para a polícia, não tente fazer o resgate sozinho”, alerta e informa que, “a pessoa que achou qualquer tipo de objeto, tem até 15 dias para procurar a autoridades policiais e fazer a entrega, o caso será registrado como ‘achado de coisa’, caso contrário, ela poderá responder por apropriação de coisa achada, aí sim, a situação dela vai se complicar”.

Furtos e Roubos

Em caso de esquecimento do eletrônico, dê um prazo para registrar o boletim. “O caso será registrado como extravio para quem procurar a delegacia e não conseguir de forma alguma entrar em contato com quem está com o aparelho. Já quando a vítima foi furtada ou roubada, é recomendado que não entre em contato de forma alguma com o autor”, avisa.

“Vá imediatamente à delegacia e fale do aplicativo. A gente está preparado para isso”, comenta o delegado Ivahyr.

Serviço: Os telefones de contato da Derf são: (67) 3368-6601 e (67) 3368-6602. Já o da PM é o 190.

Jornal Midiamax