Polícia

Cresce número de furtos de hidrômetros na Capital

Não há números estatísticos, mas delegacias são procuradas diariamente para registros deste tipo de ocorrência

Midiamax Publicado em 01/04/2015, às 18h11

None

Não há números estatísticos, mas delegacias são procuradas diariamente para registros deste tipo de ocorrência

Embora não haja uma estatística oficial quanto aos números, plantonistas das Depacs (Delegacias de Pronto Atendimento Comunitário) de Campo Grande têm registrado um número crescente de Boletins de Ocorrências envolvendo furto de hidrômetros. Não há uma região específica, com os fatos acontecendo por toda a cidade.

Um detalhe que chama a atenção é que quando os furtos acontecem e os ladrões são vistos em fuga, eles estão vestidos com uniforme da empresa Águas Guariroba,

“Pode ser que eles se vistam como funcionários da empresa para agirem com maior tranquilidade mas também não está descartada que sejam realmente funcionários ou ex- trabalhadores de lá, pois a retirada dos equipamentos é feita com perícia”, afirmou um o policial que preferiu não se identificar.

O furto dos equipamentos pode causar um grande prejuízo paras os consumidores. Caso não seja feito o Boletim de Ocorrência é cobrada uma multa de R$ 800 e o consumidor ainda tem que arcar com um novo hidrômetro, avaliado em R$ 150.

Jornal Midiamax