Polícia

Crânio de rapaz decepado por ser ‘cagueta’ é encontrado 10 meses depois

O caso ocorre em Caarapó

Renata Portela Publicado em 27/10/2015, às 15h26

None
cranio.jpg

O caso ocorre em Caarapó

Na tarde de segunda-feira (26), a Polícia Civil de Caarapó, cidade a 273 quilômetros da Capital, localizou o crânio de Sidnei Leão Benites, vítima de homicídio em dezembro de 2014. No dia 23 de dezembro, o corpo do rapaz, de 23 anos, foi encontrado sem a cabeça.

De acordo com a Polícia Civil, Sidnei foi morto a mando da associação criminosa “Os Paraguaios”. O rapaz foi morto com mais de 100 facadas e o crânio só foi encontrado após um adolescente que participou do crime esclarecer detalhes do homicídio. Na ocasião, o jovem, acompanhado de um rapaz conhecido como Mineiro, armou uma emboscada para Sidnei.

Segundo a polícia, Sidnei foi morto a mando dos irmãos Carlos e Oscar Saavedra, e também de Luiz Gonzaga, integrantes e líderes da quadrilha Os Paraguaios. Segundo os envolvidos, a vítima foi morta por ser ‘cagueta’. Os membros da associação foram presos durante operação em Caarapó, no dia 30 de setembro. 

Jornal Midiamax