Campo-Grandense é preso no Aero Rancho por matar taxista em Lisboa

Vítima tinha marcado encontro romântico
| 23/07/2015
- 02:29
Campo-Grandense é preso no Aero Rancho por matar taxista em Lisboa

Vítima tinha marcado encontro romântico

Weslley Ribeiro Primo, de 20 anos, foi preso na tarde desta quarta-feira (22), no Bairro Aero Rancho, região sul de Campo Grande. O campo-grandense tem um mandado de prisão de Lisboa, em Portugal, por conta da morte do taxista de 66 anos, Virgílio Cabral.

A vítima foi morta após ser atingida por vários golpes no pescoço e nas costas. O taxista tinha combinado uma saída com dois homens, mas foi encontrado morto em casa pelos vizinhos.

De acordo com o delegado plantonista da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga, na época Weslley morava pro lá. “A mãe dele mora lá, após o crime, ele voltou para o Brasil, pois aqui mora o pai. E por isso, o mandado de prisão também foi enviado para cá”, explica.

Por conta do crime, o mandado foi enviado para a 1ª Vara, onde houve a aprovação da busca. O caso foi investigado pelo SIG (Setor de Investigação Geral) da DPC (Delegacia da Polícia Civil), que acabou encontrando e detendo o suspeito.

Ele está em uma das celas da Depac e será encaminhado para o complexo penitenciário, onde ficará a disposição da Justiça. Ainda não é sabido que haverá extradição ou não.

A morte da vítima chegou a ter repercussão em Portugal e foi acompanhado pelas mídias locais.

Veja também

Vítima teria perdido o controle ao passar em alta velocidade por quebra-molas

Últimas notícias