Polícia

‘Bravões’ com 9 milímetros brigam em bar e ameaçam PMs dizendo que tem irmão major

José Adelcio de Souza Soares, de 44 anos, e Alexandre Alves Tlaes, de 33 anos, foram presos em flagrante

Midiamax Publicado em 11/01/2015, às 13h21

None

José Adelcio de Souza Soares, de 44 anos, e Alexandre Alves Tlaes, de 33 anos, foram presos em flagrante

José Adelcio de Souza Soares, de 44 anos, e Alexandre Alves Tlaes, de 33 anos, foram presos em flagrante por duas equipes do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar), do pelotão da Vila Margarida, após serem flagrados com uma pistola de 9 milímetros. A dupla foi denunciada por frequentadores de um bar localizado na Rua Gravatai, no Bairro Monte Castelo, região norte de Campo Grande.

O Ciops (Centro integrado de Operações de Segurança) foi acionado por testemunhas que estavam em um comércio, onde os suspeitos também se encontravam. No período da tarde, eles brigaram com um homem de apelido “Gauchão”. A dupla foi embora em um Ford Ka e mais tarde, por volta das 20h30, retornou ao local.

Eles teriam feito ameaças de morte às pessoas que permaneceram pelo local, para saber do paradeiro do “Gauchão”, que também já havia saído do bar. O fato causou mal estar e as vítimas ligaram para a polícia passando as características dos suspeitos e do veículo.

Duas equipes da PM fizeram rondas pela localidade e uma delas encontrou o automóvel. A outra foi comunicada e eles fizeram a abordagem em conjunto. Durante a abordagem, os militares foram desacatados e ameaçados.

Os suspeitos chegaram a dizer aos policiais que “que a abordagem estava errada e que seu irmão é major da Polícia Militar e que ia ferrar a guarnição na corregedoria”. Os militares prosseguiram e encontraram dentro do carro, uma bolsa de José que continha um aparelho de celular e um carregador 9 milímetros carregado.

Os policiais resolveram fazer uma busca pela região, pois acreditavam que a dupla ao ver a viatura, teria se desfeito da arma de fogo. Com autorização de um morador, revistou o quintal dele, onde encontrou a pistola que estava com a dupla, conforme informações contidas no boletim de ocorrência.

Dada a voz de prisão em flagrante, Alexandre ameaçou a guarnição dizendo que descobriria a casa de cada um e que mataria um por um da guarnição. O caso foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Centro de Campo Grande.

Jornal Midiamax