Polícia

Assaltante volta ao local do crime e acaba morto pela PM

Paulo Henrique Benites estava morando a 50 metros do local onde cometeu assalto

Midiamax Publicado em 15/01/2015, às 11h29

None
capa_1.jpg

Paulo Henrique Benites estava morando a 50 metros do local onde cometeu assalto

Paulo Henrique Benites, de 25 anos, o “Perereca”, morreu na noite de quarta-feira (14) após trocar tiros com a PM (Polícia Militar). Dois dias após realizar o roubo em um comércio na Vila Palmira, região oeste de Campo Grande, o suspeito voltou ao local como “cliente”, foi reconhecido e denunciado pela vítima.

A equipe do Jornal Midiamax esteve no local e falou com o empresário, de 77 anos, que teve a identificação preservada. Ele contou que o suspeito havia assaltado o comércio no dia 12 de janeiro.

“Ele colocou uma faca no meu pescoço, enquanto eu estava de costas, e pegou todo o dinheiro do caixa”, explica a vítima. Paulo Henrique levou R$ 29 e prometeu retornar ao local para roubar de novo.

“Ontem à noite (dois dias após o crime), ele voltou e comprou um refrigerante e um picolé. Me deu uma nota de R$ 50, mas eu não tinha troco”, explica o empresário, que há 20 anos trabalha como comerciante e há quatro anos está no mesmo local. “Faltou R$ 0,50 e ele falou que depois vinha buscar”, acrescenta.

A vítima fala que tentou recordar de onde conhecia o homem e após ele deixar o comércio, se lembrou que era o suspeito que havia invadido o local na mesma semana para assaltar. “Vi quando ele pulou o muro de uma casa abandonada a 50 metros daqui. Liguei para um amigo, que é policial, e contei a história. Após um tempo, apareceu um monte de viaturas lá”, explica.

O empresário contou que os policiais cercaram o local e deram voz de prisão ao suspeito. “Em vez dele sair de lá, começou a atirar contra a guarnição”, recorda. Por conta da injusta agressão, os militares acabaram revidando e houve a troca de tiros.

Paulo Henrique foi alvejado por tiros, socorrido e chegou a entrar no centro cirúrgico da Santa Casa, mas não resistiu aos ferimentos. Durante vistoria na casa, a polícia percebeu que o suspeito estava morando no imóvel há algum tempo. Por lá também foi encontrada uma garrucha e uma faca.

Crimes

O suspeito havia saído do presídio no dia 13 de dezembro de 2014. Ele tinha diversas passagens criminais pelos crimes de furto, roubos, lesão corporal, posse de entorpecente e posse de arma de fogo.

Após cometer o roubo ocorrido no dia 12 de janeiro, na Vila Palmira, Paulo Henrique prometeu voltar ao local para assaltar de novo, já que achou R$ 29 pouco dinheiro.

Jornal Midiamax