Polícia

Armas e animal silvestre são apreendidos por PMA no interior do Estado

O material apreendido e o animal estavam em um barraco de trabalhadores, nas proximidades do Rio Sucuriú

Gerciane Alves Publicado em 22/06/2015, às 13h45

None
animal.jpg

O material apreendido e o animal estavam em um barraco de trabalhadores, nas proximidades do Rio Sucuriú

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia prenderam neste domingo (21) em operação nas propriedades em Inocência, cidade a 321 quilômetros de Campo Grande, um cateto mantido em cativeiro, armas, munições e petrechos proibidos para a pesca. O material apreendido e o animal estavam em um barraco de trabalhadores, nas proximidades do Rio Sucuriú.

Foram apreendidos uma espingarda Calibre 36 sem marca e com numeração raspada, uma espingarda do tipo puxa-saco (bacamarte) sem marca e numeração, 100 gramas de pólvora e 600 gramas de chumbo, 500 metros de redes de pesca, 30 anzóis de galho e um animal silvestre da espécie cateto.

Segundo informações de peões, o material pertencia a um homem que não estava no local. O homem será autuado administrativamente com multa no valor de R$ 500,00 assim que for localizado. Ele responderá por crime ambiental e por posse ilegal de arma. A pena pelo animal em cativeiro é de seis meses a um ano de prisão e da posse de armas, de um a três anos de detenção.

O animal será encaminhado ao Cras (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres), em Campo Grande.

Jornal Midiamax