Após prisão, polícia descobre que ‘Romário’ desmontava motos roubadas

As peças eram vendidas ilegalmente 
| 30/07/2015
- 01:50
Após prisão, polícia descobre que ‘Romário’ desmontava motos roubadas

As peças eram vendidas ilegalmente 

Romário Souza da Silva, de 27 anos, foi preso nesta quarta-feira (29) após ser flagrando com peças de motocicletas roubadas em casa. O autor é o dono de uma loja de peças de motos e a suspeita é que os acessórios eram vendidos ilegalmente no local.

De acordo com o delegado Carlos Delano, da (Delegacia Especializada de Repressão aos Roubos e Furtos), Romário foi preso durante as investigações sobre roubos em via pública. A equipe policial tinha informações de uma motocicleta, com as mesmas características da que foi encontrada na casa do suspeito, estava envolvida em vários roubos na região oeste da Capital.

Durante diligências, os investigadores chegaram ao endereço do empresário, que mora no Bairro Nova Campo Grande. Na casa, os policiais da especializada encontraram uma motocicleta com placa HSQ-5151, sem motor e com o tanque desmontado, além de duas placas, uma de um veículo furtado e outra de um roubado, jogadas na fossada da casa.

“A moto estava escondida de baixo de alguns paletes, já desmontada”, relata o delegado. Ainda conforme Delano, tudo indica que as peças eram vendidas na loja de Romário, localizada no Jardim Aeroporto.

As investigações agora devem ser repassadas para Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos), que vai averiguar o galpão onde funcionava a loja do suspeito. Romário foi preso no dia 2 de julho pela Guarda Municipal por receptação. 

Veja também

Motoentregador de pizza, de 22 anos, foi assaltado e teve a moto levada durante a...

Últimas notícias