Polícia

Após desentendimento com suposto cliente, travesti é esfaqueada na Capital

A vítima conseguiu correr e pedir ajuda

Midiamax Publicado em 29/09/2015, às 09h52

None
depac_piratininga_-_cleber_gellio_8.jpg

A vítima conseguiu correr e pedir ajuda

Travesti de 32 anos foi esfaqueada na madrugada desta terça-feira (29), por volta da 1h39, depois de ter um desentendimento com um suposto cliente no Conjunto Aero Rancho, região sul de Campo Grande.

Segundo a polícia, a vítima estava no ponto onde oferece programa sexual na Rua Rachel de Queiroz quando chegou um suposto cliente em moto preta. Os dois se desentenderam e, por motivo desconhecido, o homem desferiu três facadas na travesti.

A vítima conseguiu correr e pedir ajuda em uma conveniência. O dono do estabelecimento comercial acionou a PM (Polícia Militar) e o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). A travesti foi socorrida e encaminhada para a Santa Casa.

O suspeito não foi localizado. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga como homicídio simples na forma tentada.

Jornal Midiamax