Polícia

Após denúncia, delegacia do interior volta à capacidade normal

27 presos já foram transferidos da cidade após as denúncias 

Midiamax Publicado em 12/02/2015, às 19h26

None
chapadao_do_sul.jpg

27 presos já foram transferidos da cidade após as denúncias 

Depois das denúncias mostrando a situação precária da Delegacia de Polícia Civil de Chapadão do Sul, cidade a 334 quilômetros de Campo Grande, que abrigava 42 presos, quando sua capacidade era de 12, várias transferências já foram realizadas. Hoje apenas 10 detentos permanecem no local.

De acordo com o delegado titular da cidade, Danilo Mansur, nesta quarta-feira (11) cinco presos foram transferidos para Paranaíba, nove para Campo Grande e outros cinco para Corumbá. Além disso, na semana passada oito detentos foram realocados em Cassilândia e alguns liberados por meio de alvará.

“A delegacia abriga 10 presos, dois deles devem ser liberados nesta quinta-feira, por pagamento de fiança. Mesmo com o carnaval vamos tentar manter esse número, tentando transferências para não haver superlotação“, afirma Mansur.

Denúncia

Com falhas diárias no abastecimento de água da delegacia e também com privadas entupidas, os detentos escolhiam fazer as necessidades fisiológicas em sacos de plástico e nas embalagens das marmitex que recebem. O que obrigava os investigadores a recolherem as fezes e jogá-las no lixo.

Paredes e teto rachados também seriam problemas enfrentados na unidade. Toda a situação piorava com os vários inícios de rebelião dentro da delegacia, os presos chegavam a ameaçar quebrar as paredes para escapar do local.

Além disso, alimentação ruim, falta de espaço dentro das celas e até carência de servidores somavam as dificuldades da delegacia.

Jornal Midiamax