Após cinco atestados, funcionário é flagrado por médicos em falsificação

O caso aconteceu em Sidrolândia
| 27/07/2015
- 01:11
Após cinco atestados, funcionário é flagrado por médicos em falsificação

O caso aconteceu em Sidrolândia

Depois de apresentar cinco atestados médicos um funcionário levantou suspeita de que os documentos que justificavam as faltas no trabalho eram falsos. Os médicos que assinaram os atestados foram acionados e após verem a falsificação, levaram o caso à polícia de Sidrolândia, a 70 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com a revista eletrônica, Visão Popular, o caso veio a público depois que um funcionário da empresa JBS Seara foi demitido por apresentar um atestado rasurado. O documento já era o quinto apresentado pela mesma pessoa desde que havia começado a trabalhar na empresa.

Dois dos atestados foram assinados pelo do Dr. Walnei Weligton Pereira e três por José Valério L. Stefannelo. Todos eles com diferenças grotescas das assinaturas e também dos carimbos originais. Indignados com a situação, os médicos levaram o caso a polícia civil da cidade, que fará as investigações.

Com as investigações, outros casos devem aparecer. Ainda conforme a revista, a polícia já tem pistas do possível autor das falsificações e deve ouvir o funcionário nos próximos dias.

Identificados os autores das fraudes, assim como quem se beneficiou com elas, podem ser indiciados por falsificação de documento público, que tem pena de 2 a 6 anos de reclusão e multa, falsidade ideológica, com pena de reclusão de 1 a 5 anos e multa, estelionato, que também tem pena de 1 a 5 anos e formação de quadrilha, de 1 a 3 anos.

Veja também

Equipe da Polícia Militar Rodoviária apreendeu R$ 900 mil em maconha em meio a uma...

Últimas notícias