Polícia

Tunisiano preso em 2012 por charges de Maomé é solto

O tunisiano Jabeur Mejri, condenado a sete anos e meio de prisão por charges do profeta Maomé consideradas ofensivas, em 2012, foi solto nesta terça-feira à noite quase duas semanas após receber o indulto presidencial, informou sua advogada, Ahmed Mselmi, à AFP. “Ele está na casa dele, em Mahdia. Está bem instalado”, disse Ahmed Mselmi, […]

Arquivo Publicado em 04/03/2014, às 23h53

None

O tunisiano Jabeur Mejri, condenado a sete anos e meio de prisão por charges do profeta Maomé consideradas ofensivas, em 2012, foi solto nesta terça-feira à noite quase duas semanas após receber o indulto presidencial, informou sua advogada, Ahmed Mselmi, à AFP.

“Ele está na casa dele, em Mahdia. Está bem instalado”, disse Ahmed Mselmi, acrescentando que ele chegou em casa pouco antes das 17h (horário de Brasília).

Mselmi disse ainda que foram tomadas medidas para garantir a segurança do jovem, que estaria sendo ameaçado pelo movimento salafista (grupo islâmico radical reformista).

“O governador é responsável por sua segurança. Falamos com ele para que garanta a segurança dele. Jabeur estará totalmente tranquilo na casa dele”, garantiu advogada.

Jornal Midiamax