Polícia

Tio é preso por tentar estuprar sobrinha de 14 anos em cidade paraguaia que faz fronteira com MS

Ação conjunta da Polícia Civil de Paranhos e da Polícia Nacional do Paraguai na sexta-feira (11) resultou na prisão de um homem de 42 anos, acusado de tentar estuprar a própria sobrinha, uma garota de 14 anos. Segundo a polícia, a tentativa de estupro aconteceu em residência na cidade paraguaia de Ypêjhú (fronteira seca com Paranhos) […]

Arquivo Publicado em 14/04/2014, às 21h26

None
1619822494.jpg

Ação conjunta da Polícia Civil de Paranhos e da Polícia Nacional do Paraguai na sexta-feira (11) resultou na prisão de um homem de 42 anos, acusado de tentar estuprar a própria sobrinha, uma garota de 14 anos.

Segundo a polícia, a tentativa de estupro aconteceu em residência na cidade paraguaia de Ypêjhú (fronteira seca com Paranhos) e só não foi consumado porque vizinhos ouviram os pedidos de socorro da adolescente e acabaram intervindo em defesa da jovem.

A vítima teria ido até a residência do tio, Marco Quinõnez Sanabria, para limpar a casa e lavar as roupas do acusado. Ao chegar à residência, a garota teria sido arrastada pelo autor para um dos quartos da casa e “bulinada” pelo tio, quando começou a gritar e pedir por socorro.

Ao ouvir os gritos da jovem, vizinhos teriam se aproximado da casa e por uma fresta da parede da residência teriam percebido o acusado sobre a vítima já em ponto de praticar o estupro.

Diante da situação, as testemunhas teriam passado a bater na parede e gritar que a polícia estava chegando, momento que a vítima, que já estava totalmente nua, teria conseguido escapar das garras do tio e saído correndo despida para fora da residência.

Ao tomar conhecimento do caso, a delegada titular de Polícia Civil de Paranhos entrou em contato com a polícia paraguaia que prontamente atendeu à solicitação de apoio.

Já na Delegacia em Paranhos, Sanabria teria confirmado que pretendia manter relação sexual com a sobrinha, mas teria relatado que o ato seria cometido com o consentimento dela. O acusado teria relatado ainda, segundo a Polícia Civil, que já manteve relações sexuais com a garota em outras três ocasiões.

Depois de autuado, Sanabria foi encaminhado para a cadeia pública de Sete Quedas, sede da Comarca, onde permaneceu preso à disposição da Justiça.

Jornal Midiamax