Polícia

Polícias confirmam falsas mensagens de atentado compartilhadas nas redes sociais

Há pelo menos duas semanas, uma mensagem informando que a imprensa, assim como as autoridades policiais, tem o conhecimento de um anúncio de atentado marcado para ocorrer na abertura da Copa do Mundo em diversas regiões do país, tem se espalhado pelas redes sociais e whatsapp. A mensagem alerta para que as pessoas evitem locais […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 17h08

None
2033838921.jpg

Há pelo menos duas semanas, uma mensagem informando que a imprensa, assim como as autoridades policiais, tem o conhecimento de um anúncio de atentado marcado para ocorrer na abertura da Copa do Mundo em diversas regiões do país, tem se espalhado pelas redes sociais e whatsapp. A mensagem alerta para que as pessoas evitem locais com aglomerações, pois este seria o foco do PCC, uma facção criminosa que age dentro dos presídios do país.


A mensagem cheia de detalhes da ação, com diversas argumentações e de qual maneira foi descoberto o tal fato revela que, a ordem teria vindo de dentro do presídio e que o foco seria o momento de reuniões em estabelecimentos comerciais para assistir ao jogo do Brasil, que entrará em campo no dia 12, no dia da abertura.


Entretanto, a mensagem é considerada falsa pelas autoridades. A major da PMMS (Polícia Militar de Mato Grosso do Sul), Sandra Alt, informou que o conteúdo da notícia chegou a ser investigado. “Nossa equipe de Inteligência já apurou que se trata de um boato, inclusive entramos em contato com as polícias de outros Estados, que também confirmaram esta informação, pois eles também apuraram se a mensagem tratava de um recado ou de uma brincadeira de mau gosto”, explica.


Além disso, a militar afirmou que facções não agem desta forma. “Normalmente eles agem para dar resposta a algum fato, como represália e não porque haverá aglomerações em algum local”, afirma a major.


Mesma informação repassada pela Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública), que revelou à equipe do Midiamax que a informação se trata de um boato.

Jornal Midiamax