Polícia

Polícia procura acusado de matar empreiteiro com tiro na cabeça em fazenda do Pantanal

Wilian dos Santos, de 23 anos, conhecido como “Gringo”, está sendo procurado pela Polícia Civil de Aquidauana, a 143 km da Capital, como suspeito dos disparos que mataram o empreiteiro Ramão Damião de Oliveira Mendes, de 44 anos, no último dia 20, em uma fazenda localizada no Pantanal do Taboco, no município. As investigações realizadas […]

Arquivo Publicado em 26/02/2014, às 15h43

None

Wilian dos Santos, de 23 anos, conhecido como “Gringo”, está sendo procurado pela Polícia Civil de Aquidauana, a 143 km da Capital, como suspeito dos disparos que mataram o empreiteiro Ramão Damião de Oliveira Mendes, de 44 anos, no último dia 20, em uma fazenda localizada no Pantanal do Taboco, no município.

As investigações realizadas por policiais da Delegacia Regional de Polícia Civil de Aquidauana apontam que a vítima e Gringo tomaram café juntos na cozinha da fazenda na manhã do crime. Quando Ramão seguia para o trabalho foi surpreendido pelo acusado, que efetuou dois disparos contra sua cabeça.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Antenor Camargo Leme, a arma usada no crime ainda não foi identificada, mas possivelmente trata-se de uma garrucha de dois anos ou revólver calibre 38.

Para a polícia, o crime foi premeditado. “Wilian deixou uma mochila pronta, com alguns pertences na porteira da fazenda, e após o crime pegou e fugiu, deixando para trás uma espingarda artesanal e levando com ele a arma do crime”, diz.

Apesar de a polícia ter realizado inúmeras bucas na região, com o apoio da Polícia Militar de Aquidauana e região, Wilian não foi localizado. “Pedimos às pessoas que tenham informações sobre o paradeiro do acusado que entrem em contato com a Polícia Civil através dos telefones 67 3241-2020 ou 67 9915-2481, ou que liguem para a PM, no número 190. Manteremos sigilo absoluto sobre a identidade do denunciante”, afirma o delegado.

Jornal Midiamax