Polícia

Polícia pede a prisão de responsável por atropelar ciclista em MS

Na manhã desta quarta-feira (4), o delegado Marcelo Damasceno, da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados, 226 quilômetros de Campo Grande, pediu a prisão temporária de Aluizio Both Neto, de 19 anos, responsável por atropelar e matar Davi Rosa da Silva, também de 19 anos, no sábado (31). Aluizio é estudante de Agronomia e […]

Arquivo Publicado em 04/06/2014, às 18h01

None

Na manhã desta quarta-feira (4), o delegado Marcelo Damasceno, da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Dourados, 226 quilômetros de Campo Grande, pediu a prisão temporária de Aluizio Both Neto, de 19 anos, responsável por atropelar e matar Davi Rosa da Silva, também de 19 anos, no sábado (31).

Aluizio é estudante de Agronomia e desde a data do crime não aparece nas aulas, em casa, uma república localizada no Jardim Universitário, nem na casa de familiares. O delegado contou que ao procurar a família foi informado pelo pai do autor que a caminhonete F1000 usada no atropelamento, era dele e que, assim como o filho, está ‘desaparecida’.

Ainda assim, o pai afirmou que tentaria levar o filho para se apresentar na delegacia, como isso não aconteceu, o delegado representou a prisão de Aluizio. De acordo com ele, é necessário esperar a resposta do Judiciário para o pedido de prisão. Só assim poderá iniciar as buscas por Aluizio.

O delegado Damasceno afirma que as investigações do caso continuam, pois ainda é preciso confirmar se realmente houve racha no momento do atropelamento.

Atropelamento

Por volta das 5 horas do sábado (31), Davi foi atropelado e arrastado por 37 metros até o corpo ser arremessado contra uma árvore, na Avenida Marcelino Pires, em Dourados. Segundo populares, a F1000, dirigida por Aluizio, participava de um suposto racha na quando atingiu Davi.

Jornal Midiamax