Polícia Federal vai ao PSD investigar atos de filiação referentes a 2011 em MS

O delegado Dante Pegoraro Lemos, da Polícia Federal, negou que a  ida ao diretório do PSD em Mato Grosso do Sul na tarde desta terça-feira (5) tenha a ver com as eleições de 2014, mas sim com a averiguação de assinaturas de abertura do partido, ato que aconteceu em 2011. “Infelizmente é uma coincidência. Viemos […]
| 06/08/2014
- 00:04
Polícia Federal vai ao PSD investigar atos de filiação referentes a 2011 em MS

O delegado Dante Pegoraro Lemos, da Polícia Federal, negou que a  ida ao diretório do PSD em Mato Grosso do Sul na tarde desta terça-feira (5) tenha a ver com as eleições de 2014, mas sim com a averiguação de assinaturas de abertura do partido, ato que aconteceu em 2011.

“Infelizmente é uma coincidência. Viemos até de forma bastante discreta para que não se confundisse uma coisa com a outra, mas não tem nada a ver com as eleições deste ano. Estamos verificando os documentos de criação do partido”.

Dante relatou que o inquérito civil é referente a 2011 e que a verificação e coleta de informações é feita através de conversas voluntárias. “A investigação é em Mato Grosso do Sul, sobre atos de filiação aqui no Estado”, esclareceu.

“O delegado encontrou toda a documentação que precisava, aferiu e foi embora. Não teve nenhum problema e a presença do delegado não tem a ver com as eleições deste ano”, informou a assessoria do PSD em Mato Grosso do Sul.

Veja também

Últimas notícias