Polícia

Polícia Federal incinera 16 toneladas de entorpecentes em Campo Grande

Nesta sexta-feira (19), a partir das 8 horas, a PF (Polícia Federal) vai incinerar 16 toneladas de entorpecentes que foram apreendidos durante operações e flagrantes. A queima será nas fornalhas de um frigorífico localizado na BR-060, que fica na saída para Sidrolândia. Das 16 toneladas, 14,5 toneladas são de maconha, 1,5 toneladas de cocaína, 1 […]

Arquivo Publicado em 17/09/2014, às 14h02

None

Nesta sexta-feira (19), a partir das 8 horas, a PF (Polícia Federal) vai incinerar 16 toneladas de entorpecentes que foram apreendidos durante operações e flagrantes. A queima será nas fornalhas de um frigorífico localizado na BR-060, que fica na saída para Sidrolândia.


Das 16 toneladas, 14,5 toneladas são de maconha, 1,5 toneladas de cocaína, 1 quilo de haxixe e 245 frascos de lança-perfume. Além disso, na tarde desta quinta-feira (18), a PF faz a incineração de 800 quilos de cocaína em Corumbá.


De acordo com a assessoria da PF, a queima a ser promovida na sexta-feira em Campo Grande é a 12ª incineração de entorpecentes que a instituição realiza em Mato Grosso do Sul, somente este ano, sendo um total de 78 toneladas.


Apreensões de drogas


No período de janeiro a agosto deste ano, a Polícia Federal já apreendeu 55,1 toneladas de maconha e 2,7 toneladas de cocaína. O aumento no volume de apreensão é de aproximadamente 1 tonelada em relação ao mesmo período do ano de 2013.


Os números oficiais que a PF registra em Mato Grosso do Sul representa o dobro do volume apreendido pelo Estado do Paraná, que é visto no 2º lugar em apreensão de entorpecentes.


Efetivo


Desde agosto, a Polícia federal já conta com aumento do efetivo no Estado. Foram empossados 63 novos servidores nas unidades em Mato Grosso do Sul, assim distribuídos, para as unidades de Campo Grande, Corumbá, Naviraí, Ponta Porã e Três Lagoas.


Além disso, o governo federal autorizou a contratação de mais 600 servidores policiais federais, cujo edital do concurso deverá ser publicado, possivelmente, ainda neste ano. Mato Grosso do Sul é um dos Estados considerados prioritários a ser beneficiado com mais este novo reforço no seu efetivo.

Jornal Midiamax