Polícia

Polícia divulga retrato falado de serial killer que já matou 18 mulheres em Goiânia

Após 18 assassinatos em série de jovens mulheres em Goiânia, a Polícia Civil de Goiás criou uma força-tarefa com 10 delegados para apurar os crimes. Uma das jovens que sobreviveu à tentativa de homicídio ajudou a polícia a construir o retrato falado do assassino. A reportagem conseguiu imagens cedidas pela polícia de um homem suspeito […]

Arquivo Publicado em 07/08/2014, às 12h28

None

Após 18 assassinatos em série de jovens mulheres em Goiânia, a Polícia Civil de Goiás criou uma força-tarefa com 10 delegados para apurar os crimes. Uma das jovens que sobreviveu à tentativa de homicídio ajudou a polícia a construir o retrato falado do assassino.

A reportagem conseguiu imagens cedidas pela polícia de um homem suspeito de ter assassinado a menina Ana Lídia Gomes, de 14 anos, no domingo (3), em um ponto de ônibus em Goiânia (GO). A garota é a 12ª vítima morta da mesma maneira na capital, mas a polícia credita cerca de 30 jovens assassinadas ao maníaco. A recompensa para quem entregar o assassino é de R$ 10 mil.

A polícia de Goiânia tenta desvendar a morte de 30 mulheres em Goiânia. Segundo os policiais, o assassino age sobre uma moto e ainda não foi identificado.

As investigações apontam que em todos os casos o homem se aproxima das vítimas, pede o celular e atira contra elas, mas não levou nenhum dos celulares de suas vítimas.

As mulheres foram mortas da mesma forma em bairros nobres da cidade. As vítimas são jovens de classe média com idade entre 15 e 29 anos.

O assassino escolhe lugares em que não existem câmeras de vigilância e sempre troca a placa da moto para dificultar a investigação da polícia.



Jornal Midiamax