Polícia

Polícia conclui inquérito sobre morte de policial que investigava furto de joia de R$ 80 mil

A Polícia Civil concluiu nesta sexta-feira (7), o inquérito policial sobre o assassinato do investigador Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos. O policial era lotado na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf) e foi morto com três tiros no último dia 28, em uma emboscada no bairro Campo Nobre, em Campo Grande. […]

Arquivo Publicado em 07/02/2014, às 20h39

None
641178549.jpg

A Polícia Civil concluiu nesta sexta-feira (7), o inquérito policial sobre o assassinato do investigador Dirceu Rodrigues dos Santos, 38 anos. O policial era lotado na Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos (Derf) e foi morto com três tiros no último dia 28, em uma emboscada no bairro Campo Nobre, em Campo Grande. De acordo com a Polícia Civil, todos os detalhes sobre a investigação e as imagens dos acusados serão divulgados em uma entrevista coletiva na próxima segunda-feira (10).

O delegado João Belo Reis, afirmou ao Midiamax na última quinta-feira (6), que faltavam apenas mais uma testemunha para ser ouvida e também o resultado do exame de balística para que o caso seja encerrado. Já está confirmado que os disparos foram feitos por Alexandre Gonçalves Rocha, 19 anos. Ele será indiciado por homicídio qualificado.

Foram indiciados Cléber Ferreira Alves, 36 anos, Lúcia Helena Barbosa Gonçalves, 50 anos, Renato Ferreira Alves, 21 anos, Geovani de Oliveira Andrade, 18 anos, Alexandre Gonçalves Rocha, 19 anos e Alexandro Gonçalves Rocha, 21 anos, “Lexia”. Todos acusados foram presos em flagrante e tiveram as prisões e internação decretadas pela Justiça.

Morte – Dirceu investigava o furto de uma joia avaliada em R$ 80 mil, ocorrido em 7 de janeiro. Ele estava com o investigador Osmar Ferreira, 39 anos, quando foram reconhecidos e rendidos por sete acusados, entre eles um adolescente de 15 anos de idade. O policial foi morto com três tiros,  dois atingiram a cabeça e um o abdômen. Osmar conseguiu escapar dos bandidos e pedir ajuda a outros policiais.

Jornal Midiamax