Polícia

Polícia Civil já começou a ouvir familiares de pai e filha mortos no Estrela do Sul

A Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) começou a ouvir testemunhas do duplo homicídio ocorrido na noite da sexta-feira (8), no Bairro Estrela do Sul, em Campo Grande.  Ana Cláudia Duarte de Souza, de 27 anos e o pai dela, Luís Antônio de Souza, de 59 anos, foram mortos com vários tiros que teriam […]

Arquivo Publicado em 11/08/2014, às 21h00

None

A Deam (Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher) começou a ouvir testemunhas do duplo homicídio ocorrido na noite da sexta-feira (8), no Bairro Estrela do Sul, em Campo Grande. 

Ana Cláudia Duarte de Souza, de 27 anos e o pai dela, Luís Antônio de Souza, de 59 anos, foram mortos com vários tiros que teriam sido disparados pelo ex-marido de Ana Cláudia, Claudemir Celestino de Oliveira, de 36 anos.


De acordo com a delegada Marília de Brito Martins, Claudemir ainda não se apresentou à polícia. O advogado dele compareceu à delegacia e protocolou um documento. Conforme a delegada, a prioridade nesta segunda-feira (11) foram as oitivas dos familiares e as análises periciais. Um familiar das vítimas já foi ouvido e mais duas pessoas devem prestar depoimento na terça-feira (12).


Crime


O suspeito chegou ao local onde cometeu o crime no começo da noite do crime e pegou as duas filhas do casal, uma de 10 e outra de 6 anos e levou as crianças para a casa da mãe, no mesmo bairro.


Ele retornou à casa dos familiares da ex-mulher pulou o portão e invadiu a casa, onde as vítimas estavam com outros parentes. Claudemir teria atingido a ex-mulher com cinco tiros e o pai dela, com três disparos. Ele utilizou duas armas para cometer o crime.


Conforme a Polícia Civil, o suspeito e a ex-mulher tiveram uma audiência na última quarta-feira (6). Familiares disseram aos policiais que ele ameaçava constantemente Ana Cláudia, dizendo que não perderia nada na separação. Até mesmo a mãe de Claudemir confirmou que o motivo do crime seria a divisão de bens do casal, após a separação.

Jornal Midiamax