Polícia

Polícia Ambiental estoura rinha em favela de Campo Grande e apreende 10 galos

Equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) e do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar) fecharam na tarde de ontem, uma rinha de galos que funcionava em uma das casas na favela Portelinha, localizada no bairro Coronel Antonino – região norte de Campo Grande. Os policiais autuaram o morador, que não teve o nome divulgado, em […]

Arquivo Publicado em 05/03/2014, às 12h00

None
683817974.jpg

Equipes da PMA (Polícia Militar Ambiental) e do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar) fecharam na tarde de ontem, uma rinha de galos que funcionava em uma das casas na favela Portelinha, localizada no bairro Coronel Antonino – região norte de Campo Grande. Os policiais autuaram o morador, que não teve o nome divulgado, em R$ 5 mil por maus-tratos e apreenderam 10 galos, que eram usados para a briga. 

Os militares informaram que, o flagrante ocorreu por conta de uma denúncia anônima. Ao chegarem no local, eles encontraram as aves em gaiolas apertadas e ao sol, o que caracterizou o crime de maus-tratos. Também foram apreendidas esporas artificiais, que eram utilizadas durante as brigas e luvas de bico, que servem para realizar o transporte dos galos. 
O proprietário do local foi identificado apenas como sendo um trabalhador rural e foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da área central. A pena por maus-tratos é de três meses a um ano de detenção, conforme o Código Penal.
Jornal Midiamax