A Polícia Federal confirmou que o homem envolvido em uma confusão durante o voo 5135 da companhia aérea Azul, nessa quinta-feira (9), foi encaminhado para a Cadeia Pública de Salvador (BA), na Mata Escura. A aeronave que saiu de Natal (RN) com destino a Guarulhos (SP) teve de fazer um pouso não programado no Aeroporto Luís Eduardo Magalhães por causa do tumulto.

Após desembarcarem, alguns passageiros relataram que o episódio tinha sido uma briga de casal. No entanto, a Polícia Federal esclareceu que o homem, cuja identidade não foi revelada, teve um surto e começou a tirar a camisa, além de agredir verbalmente a tripulação e os demais passageiros.

A adolescente que estava acompanhando o passageiro – e por isso a hipótese de briga de casal – foi ouvida e liberada para seguir de volta a Natal, onde uma irmã a aguardaria na capital potiguar. O homem detido vai responder pelos crimes de ameaça a passageiros (artigo 147) e atentado a embarcações ou aeronaves (artigo 261), previstos no Código Penal. A pena varia entre 2 e 5 anos de prisão.

SUFOCO – O voo 5135 da Azul partiu da capital potiguar às 3h46, mas o piloto foi obrigado a pousar devido à confusão. Membros da tripulação e todos os cerca de 110 passageiros, incluindo os envolvidos no tumulto, tiveram de prestar depoimento no posto da Polícia Federal no aeroporto.

Segundo a assessoria de imprensa da empresa Azul, os clientes foram realocados em outros voos ainda na quinta-feira. Em nota oficial, a assessoria da companhia áerea afirmou que o pouso não programado ocorreu devido ao “comportamento inconveniente de dois passageiros”.