Polícia

Guarda municipal dá tiros para o alto na rua e acaba preso por desacato e porte ilegal de arma

O guarda municipal David Rodrigues Costa, de 27 anos, foi preso na noite deste domingo (14), no Jardim Centro Oeste, região sul de Campo Grande. O flagrante ocorreu após denúncias de moradores da região. Ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, disparo e desacato. O caso foi encaminhado para a Depac (Delegacia […]

Arquivo Publicado em 15/09/2014, às 11h29

None

O guarda municipal David Rodrigues Costa, de 27 anos, foi preso na noite deste domingo (14), no Jardim Centro Oeste, região sul de Campo Grande. O flagrante ocorreu após denúncias de moradores da região. Ele foi autuado por porte ilegal de arma de fogo, disparo e desacato. O caso foi encaminhado para a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, área sul.


De acordo com equipe da Força Tática da (Polícia Militar), um residente do bairro disse que o condutor de um Gol, vinho, e adesivo de político, parou em frente da casa dele, efetuou vários disparos para o alto e, em seguida, foi embora. A vítima chegou a recolher sete cápsulas de calibre 9 milímetros e entregou aos militares.


Em rondas pelo bairro, os policiais encontraram o veículo com as mesmas características. Ao fazer a abordagem, o suspeito desconversou e disse não saber de nada, porém em vistoria dentro do carro, os militares encontraram mais três cápsulas do mesmo calibre.


David disse desconhecer como os objetos foram parar no veículo. Em seguida, mais dois rapazes se aproximaram do carro e disseram que estavam de carona com o guarda, porém quando perceberam que se tratava de uma abordagem se limitaram a dizer que as cápsulas pertenciam a outro colega “Cebola”, que é perigoso e que eles não sabiam onde estava.


O guarda foi encaminhado para a delegacia e os dois rapazes que estariam de carona com David sumiram do local. Durante o flagrante na Polícia Civil, o suspeito teria chamado outros guardas municipais e começou a xingar os policiais, quando acabou autuado por desacato.

Jornal Midiamax