Polícia

Força Nacional fará policiamento em áreas indígenas de Dourados e Caarapó

Um efetivo mínimo de 16 policiais da Força Nacional será disponibilizado pela União, para garantir segurança nas aldeias indígenas Bororo e Jaguapiru em Dourados e Te‘y Kuê, em Caarapó. Esta medida atende a um pedido feito pelo Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul A distribuição ficou da seguinte forma: para as duas aldeias […]

Arquivo Publicado em 19/02/2014, às 12h07

None
2145911950.jpg

Um efetivo mínimo de 16 policiais da Força Nacional será disponibilizado pela União, para garantir segurança nas aldeias indígenas Bororo e Jaguapiru em Dourados e Te‘y Kuê, em Caarapó. Esta medida atende a um pedido feito pelo Ministério Público Federal de Mato Grosso do Sul

A distribuição ficou da seguinte forma: para as duas aldeias de Dourados serão disponibilizados 12 homens enquanto em Caarapó ficarão lotados quatro integrantes da Força Nacional.

Além do pedido de aumento no efetivo, o MPF frisou a importância de se impedir o deslocamento ou remanejamento dos policiais sem devida substituição, como aconteceu na época da Copa das Confederações, deslocamento para Dourados para o resguardo de armamento na sede da Funai, entre outros casos. Eles deverão atender as áreas citadas com exclusividade.

As regiões onde o policiamento deve estar presente podem ser palco de novos conflitos por terra entre indígenas e fazendeiros. Para o MPF, o envio de forças policiais não tem por objetivo apenas impedir novos atos violentos contra os indígenas, o que já justificaria a medida, mas também resguardar os proprietários rurais envolvidos.

Jornal Midiamax