Polícia

Envolvidos em morte de PM em Campo Grande são presos com droga em Mato Grosso

Dois envolvidos na morte do policial militar Valdir Antunes de Oliveira, em 23 de julho, no Bairro Buriti, região sudoeste de Campo Grande, foram presos com droga em Cuiabá, Mato Grosso. São eles Jhon Lennon de Oliveira, de 24 anos, e Allan Jonathan de Camargo Guimarães, de 21 anos. A prisão deles ocorreu durante uma […]

Arquivo Publicado em 17/09/2014, às 14h53

None
774952654.jpg

Dois envolvidos na morte do policial militar Valdir Antunes de Oliveira, em 23 de julho, no Bairro Buriti, região sudoeste de Campo Grande, foram presos com droga em Cuiabá, Mato Grosso. São eles Jhon Lennon de Oliveira, de 24 anos, e Allan Jonathan de Camargo Guimarães, de 21 anos.


A prisão deles ocorreu durante uma abordagem do 9º BPM (Batalhão da Polícia Militar) de Cuiabá. Eles estavam com papelotes de drogas e foram encaminhados para a Polícia Civil da cidade. Lá, foi descoberto que havia um mandado de prisão para eles a respeito de um roubo seguido de morte, ocorrido em Campo Grande.


“O delegado da Interpol (Polícia Internacional) entrou em contato com a Derf (Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos), que é responsável pela investigação, e informou a prisão. Com isso, houve troca de informações entre nós”, explica o responsável pela investigação, o delegado Fábio Peró.


Peró afirmou que a princípio, eles não serão trazidos para Campo Grande. “Vamos interrogá-los por carta precatória, mas se houver necessidade, aí sim pediremos a transferência”, afirma.


Investigação


Pelo menos quatro pessoas estariam envolvidas na morte do militar, sendo três que invadiram a loja de material de construção da família da vítima e um comparsa que esperou no Voyage. Três dias após o crime, Bruno Allef Cristaldo foi preso e algumas armas de fogo usadas no crime foram apreendidas.


Bruno disse que os comparsas que entraram na loja com ele foram Jhon e Weslley Galvani. Já Allan ficou no carro à espera do grupo.


Weslley ainda está foragido e é considerado perigoso. Ele tem diversas passagens criminais de roubos e furtos, dentre elas, de arrombamento de caixas eletrônicos com uso de explosivo.


Assalto


O policial foi ferido por tiros durante assalto a uma loja de materiais de construção na Avenida das Mansões, no Bairro Buriti, região sudoeste de Campo Grande. Valdir  era policial militar lotado em Jaraguari.


Depois de ser alvejado, foi socorrido, mas  morreu. No momento do assalto, estavam no local um cliente, duas mulheres, sendo uma delas, a mulher do militar, e o filho do casal, um bebê de colo.

Jornal Midiamax