Derf investiga tentativa de latrocínio contra policial militar em loja de familiares

A tentativa de assalto em uma distribuidora de gás localizada no Jardim Monumento, região sul de Campo Grande, na noite de segunda-feira (4), será investigada pela Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos). De acordo com a Polícia Civil, os três assaltantes já têm passagens pela polícia. Diego Augusto da Silva dos Santos, de 22 […]
| 05/08/2014
- 15:52
Derf investiga tentativa de latrocínio contra policial militar em loja de familiares

De acordo com a Polícia Civil, os três assaltantes já têm passagens pela polícia. Diego Augusto da Silva dos Santos, de 22 anos, tem três passagens por roubo e responderá por tentativa de latrocínio, roubo seguido por morte. Douglas Borges Cardoso, de 28 anos, tem uma passagem por roubo e responderá como participante, por fornecer a casa para os outros dois assaltantes se refugiarem depois de cometerem o crime.

O outro envolvido, Luiz Felipe Gomes dos Santos, de 26 anos, tem três passagens por porte ilegal de arma e também responderá por tentativa de latrocínio. Ele estava com o revólver Taurus no momento da tentativa de assalto e foi ferido por dois tiros, um no pescoço. Outro disparo da arma atingiu o portão do estabelecimento comercial da família da vítima, que é policial militar.

Ainda de acordo com a polícia, dentro do estabelecimento estavam a mulher e filho da vítima, além do irmão da vítima, que é dono da distribuidora, a mulher dele e o filho do casal, de apenas quatro anos. Na hora da tentativa de roubo, havia uma certa quantia de dinheiro no caixa, da venda dos botijões de gás.

O caso

Por volta das 19 horas de segunda-feira, um policial militar, de 31 anos, lotado em Dourados, foi abrir o portão da distribuidora de gás de sua família, pensando que seu pai estava do lado de fora, mas foi surpreendido por Luiz Felipe, que anunciou o assalto.

Os dois iniciaram luta corporal, momento em que Diego Augusto entrou no estabelecimento para ajudar Luiz. O policial segurou a arma do assaltante, para que não fosse ferido, e conseguiu efetuar três disparos, que atingiram Luiz e o portão do comércio.

Os assaltantes fugiram em um Vectra, branco, placa de Goiânia (GO), que era conduzido por Douglas Borges. Eles levaram Luiz para a UBS (Unidade Básica de Saúde) do Aero Rancho e fugiram em seguida. Momentos depois, foram encontrados por policiais da Rotac (Rondas Ostensivas Táticas da Capital) na casa de Douglas, no Jardim Nhanhá.

O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga como roubo seguido de morte na forma tentada.

Veja também

O idoso chegou a ser reanimado no local do acidente, mas não resistiu e morreu no hospital

Últimas notícias