Conselheiro diz que chamou polícia para resgatar criança, mas ocorrência não foi atendida

O conselheiro tutelar Benedito Carlos, contou que chegou a ligar para a Polícia Militar por quase dez vezes para resgatar a menina de 4 anos, mas a ocorrência não foi atendida. A criança foi vista em situação de cárcere privado na manhã desta terça-feira (12), em uma casa do Jardim Bálsamo, em Campo Grande. Segundo […]
| 13/08/2014
- 00:43
Conselheiro diz que chamou polícia para resgatar criança, mas ocorrência não foi atendida

O conselheiro tutelar Benedito Carlos, contou que chegou a ligar para a Polícia Militar por quase dez vezes para resgatar a menina de 4 anos, mas a ocorrência não foi atendida. A criança foi vista em situação de cárcere privado na manhã desta terça-feira (12), em uma casa do Jardim Bálsamo, em Campo Grande.

Segundo Benedito, agentes comunitários que estavam pela região perceberam que a criança estava sozinha no quintal da casa. Os servidores então acionaram o Conselho Tutelar, que foi até o local.

“Ficamos lá até às 12 horas, mas não podemos tirar a criança, por isso chamei polícia. Pedi para uma equipe ir até o posto policial do Los Angeles, mas não tinha viatura. A criança estava com fome e sede”, detalhou.

Em seguida, um tio da criança chegou a casa e comprovou ser parente da menina. A mãe de 25 anos foi advertida pelo Conselho Tutelar e será chamada para prestar depoimento.

Benedito contou que teve informações de que esta não foi a primeira vez que a criança fica trancada do lado de fora da casa e sozinha. O conselheiro também pontuou os pais da menina não moram na mesma casa.

Crime

É considerado cárcere privado o crime contra a liberdade individual, que consiste em privar alguém de seu direito de liberdade, retendo ou mantendo a vítima em recinto fechado.

Veja também

Laudos sobre perícia feita na Prefeitura devem ficar prontos até esta quarta-feira (17)

Últimas notícias