Polícia

Cliente reclama da qualidade de droga na frente da polícia e traficante é preso em Campo Grande

Uma pessoa foi presa pela ROTAI (Rondas Ostensivas Táticas do Interior) na madrugada do sábado (15) sob a acusação de tráfico de drogas. A prisão ocorreu quando em rondas ostensivas pelo Bairro Flamboyant, a guarnição visualizou duas pessoas em uma moto em atitude suspeita, foi então que na tentativa de abordagem da motocicleta, os dois […]

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 19h07

None

Uma pessoa foi presa pela ROTAI (Rondas Ostensivas Táticas do Interior) na madrugada do sábado (15) sob a acusação de tráfico de drogas.

A prisão ocorreu quando em rondas ostensivas pelo Bairro Flamboyant, a guarnição visualizou duas pessoas em uma moto em atitude suspeita, foi então que na tentativa de abordagem da motocicleta, os dois empreenderam fuga. Um dos ocupantes saltou da garupa e conseguiu escapar, sendo que o outro ocupante da moto não conseguiu êxito em fugir e acabou sendo detido pela guarnição.

Em revista pessoal, foram encontradas com Rafael Vicente Zambreta (30), algumas “paradinhas” de substância análoga à cocaína e uma quantia em dinheiro. Questionado a respeito da droga Rafael alegou que seria usuário e que a pessoa que fugiu seria seu companheiro em relação ao consumo de drogas.

Enquanto a abordagem era feita, o celular do acusado tocava sem cessar, até que um dos policiais atendeu a ligação se passando por Rafael e do outro lado da ligação, uma garota de programa reclamava da qualidade da droga que teria sido vendida a ela pelo acusado. Ela disse que a droga era de má qualidade inclusive tinha passado mal e exigia que o vendedor, no caso Zambreta, levasse a ela outra porção, mas dessa vez, uma paradinha “da boa”.

Mediante o fato, os policiais se dirigiram com o acusado até a residência dele, onde foi encontrado mais uma pequena porção da mesma droga e uma balança de precisão, vídeo game e uma tv de led, produtos que o acusado não soube explicar a procedência, Rafael Vicente então acabou confessando que vendia o entorpecente. Na residência dele ainda estava presente uma menor de 16 anos. A menor teria sumido da família há alguns dias e disse ter se escondido na casa do acusado.

Zambreta, a menor e a droga foram levados a sala de elaboração de ocorrências da Polícia Militar e depois encaminhados a DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) para as providências legais.

Rafael Vicente Zambreta foi autuado em flagrante por tráfico de drogas pela Polícia Civil.

Jornal Midiamax