Polícia

Bandido passa a noite baleado e ainda tenta enganar a polícia em Campo Grande

Cássio Luiz Souza Silva, 22 anos, tentou enganar a polícia na noite desta quinta-feira (20), em Campo Grande. Ele foi encontrado com um tiro na perna direita na Chácara Santa Laura e disse à polícia ser vítima de uma tentativa de roubo. No entanto o bandido era ele, que na fuga de um assalto foi […]

Arquivo Publicado em 21/02/2014, às 10h54

None

Cássio Luiz Souza Silva, 22 anos, tentou enganar a polícia na noite desta quinta-feira (20), em Campo Grande. Ele foi encontrado com um tiro na perna direita na Chácara Santa Laura e disse à polícia ser vítima de uma tentativa de roubo. No entanto o bandido era ele, que na fuga de um assalto foi baleado e passou a noite ferido no mato.

De acordo com a polícia, Cássio foi encontrado na chácara e explicou o ferimento na perna como  uma tentativa de roubo. Onde dois anunciaram o assalto, tentaram levar sua motocicleta, ele fugiu e acabou sendo baleado na perna.

Desconfiados, os policiais fizeram uma busca por todas as ocorrências  de tentativas de roubo e assaltos à mão armada, e descobriram que Cássio, na verdade, havia assaltado a Mercearia Aliança, na Avenida Guaicurus, Jardim Colibri.

Ele e um parceiro entraram no local de capacete e levaram R$ 80 do caixa, fugindo em seguida em uma moto vermelha. O dono do estabelecimento, Emerson, saiu em perseguição aos bandidos com sua caminhonete.

Quando perceberam que estavam sendo seguidos, os dois caíram da moto e fugiram para um matagal. Emerson ainda tentou continuar a perseguição, mas foi espantado pelo disparo de dois tiros.

Por meio das imagens das câmeras de segurança da mercearia, foi confirmado que Cássio aparece com a mesma camisa com a qual foi encontrado na chácara, mas não foi possível identificar o segundo assaltante.

Os policiais voltaram ao matagal, acompanhados pela vítima, para tentar encontrar o segundo suspeito. No local foram encontrados dois capacetes e uma calça jeans ensanguentada com um furo na perna direita. A trilha de sangue acabou no Córrego Lageado.

Os policiais também retornaram à chácara, e no local encontraram um revólver calibre 38 com cinco munições, sendo três deflagradas e duas intactas, e uma cópia de cartão do SUS em nome de Júlio Cezar Velásquez Borba, 25 anos.

Júlio foi localizado e afirmou à polícia que emprestou a moto para um homem que ele conhece como Renan.  Júlio apresenta escoriações na perna direita e antebraço, que ele explica como sendo proveniente de uma queda de motocicleta há 30 dias.

Júlio foi conduzido à delegacia, mas como a polícia não tem como comprovar que ele era o companheiro de Cássio no roubo ele não foi detido.  Cássio foi preso e está internado na Santa Casa. 

Jornal Midiamax