Polícia

Após morte de policiais, o Sinpol convoca assembleia para entrar em greve

Por conta das mortes recentes de policiais civis, que entram em confronto com suspeitos, o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) está convocando todos os policiais civis ativos e inativos, da Capital e do interior, filiados a este sindicato para a Assembleia Geral Ordinária Permanente, que será realizada no próximo sábado […]

Arquivo Publicado em 19/03/2014, às 12h26

None
119241207.jpg

Por conta das mortes recentes de policiais civis, que entram em confronto com suspeitos, o Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis de Mato Grosso do Sul) está convocando todos os policiais civis ativos e inativos, da Capital e do interior, filiados a este sindicato para a Assembleia Geral Ordinária Permanente, que será realizada no próximo sábado (22), às 10h30, na sede do sindicato. 

De acordo com o presidente do Sinpol, Alexandre Barbosa, os filiados irão deliberar sobre a paralisação dos policiais civis no Estado. “Há sete anos, o mesmo governo entrou com uma série de promessas para a melhoria nas condições de trabalho dos policiais e aumento de efetivo, mas nesse tempo, o que temos visto são nossos policiais morrendo em serviço, delegacias superlotadas de presos, falta de estrutura, equipamentos sucateados, entre outros inúmeros problemas. Não podemos mais ser condizentes com isso”, dispara Barbosa. 
Ele ressalta que o problema a ser discutido agora é a condição de trabalho. “A questão não é salarial, mesmo por que isso já foi negociado o ano passado, embora esteja aquém do que desejamos, mas devemos lembrar que trabalhar sem estrutura afeta o psicológico de nossos policiais, o que também influencia no dia a dia”, lembra o presidente. 
Em assembleia no início deste mês, os policiais já haviam deliberado pela maioria dos filiados presentes, um indicativo de greve, a proposta será vista com os demais policiais.
Jornal Midiamax