Polícia

Advogado que defendeu Macarrão é preso com cerca de 200 quilos de maconha

O advogado Wasley César de Vasconcelos, que autuou como advogado de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, no julgamento sobre a morte de Eliza Samudio, foi preso na manhã desta sexta-feira suspeito de tráfico de drogas. Ele foi detido na MG-050, em Capitólio, na Região Centro-Oeste de Minas, durante uma operação conjunta das polícias Federal e […]

Arquivo Publicado em 12/09/2014, às 20h24

None

O advogado Wasley César de Vasconcelos, que autuou como advogado de Luiz Henrique Romão, o Macarrão, no julgamento sobre a morte de Eliza Samudio, foi preso na manhã desta sexta-feira suspeito de tráfico de drogas. Ele foi detido na MG-050, em Capitólio, na Região Centro-Oeste de Minas, durante uma operação conjunta das polícias Federal e Militar. De acordo com a assessoria da PF, foram apreendidos cerca de 200 quilos de maconha e outra pessoa está presa. O delegado Daniel Souza Silva, responsável pela operação, vai ouvir o advogado ainda esta manhã. Os presos e a droga foram encaminhados para a delegacia de Divinópolis.

Macarrão, amigo de infância e braço direito do goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, foi condenado por sequestro, cárcere privado e homicídio triplamente qualificado de Eliza. Ele não pode recorrer em liberdade e deve cumprir uma pena de 15 anos, 12 deles em regime fechado. A sentença foi dada no dia 23 de novembro de 2012, na primeira série de julgamentos do Caso Bruno. Wasley atuou na defesa de Macarrão durante o inquérito policial e parte da fase de julgamento. No dia do júri, o réu foi defendido pelo criminalista Leonardo Diniz.

Jornal Midiamax