Polícia

Acusados de homicídio são presos pelos policiais em Maracaju

Na data de hoje (06), por volta das 11h30, a equipe de investigações da Delegacia de Polícia Civil de Maracaju prendeu Valério Souza da Silva, 24 anos e Rosalina Ferreira, 38 anos. Eles são acusados de homicídio ocorrido no último domingo (1), que vitimou um homem de 27 anos. O motivo teria sido porque o […]

Arquivo Publicado em 06/06/2014, às 22h33

None

Na data de hoje (06), por volta das 11h30, a equipe de investigações da Delegacia de Polícia Civil de Maracaju prendeu Valério Souza da Silva, 24 anos e Rosalina Ferreira, 38 anos.

Eles são acusados de homicídio ocorrido no último domingo (1), que vitimou um homem de 27 anos. O motivo teria sido porque o irmão da vítima, um adolescente de 17 anos, manteve relacionamento sexual com a ex-convivente de Rosalina.

A mulher permitia que o adolescente morasse em sua casa até que descobriu a traição e determinou que o menor saísse de sua residência. Tomada pelo ódio aliou-se ao indiciado Valério e planejaram a ação criminosa no intuito de matar o jovem. Segundo testemunhas, no dia dos fatos, Valério foi até a residência do garoto e fingiu manter amizade, inclusive disse que iria buscar seus pertences pessoais que havia deixado na casa da suspeita.

Ao retornar trouxe junto Rosalina, quando passaram a discutir com o adolescente, momento em que o investigado desferiu um soco em seu rosto fazendo com que ele caísse no chão. Valério efetuou um disparo para o alto e outro na direção da casa vizinha. As irmãs do adolescente correram para protegê-lo. Os acusados adentraram no veículo para fugir, mas antes de saírem Valério efetuou o terceiro disparo na direção da residência onde havia vários familiares do adolescente, sendo que o projétil atingiu as costas da vítima que no instante corria para os fundos do imóvel para proteger as crianças que lá estavam.

Ele foi socorrido ao hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada de segunda-feira (2).

O delegado de polícia, Dr. Amylcar Romero, representou pelas prisões preventivas dos indiciados, que foram deferidas pelo juízo da 1º Vara desta comarca e os mandados cumpridos na data de hoje (6). A mulher está presa provisoriamente na delegacia local, enquanto o homem foi encaminhado ao presídio local aguardando transferência para o estabelecimento penal de Rio Brilhante (MS) à disposição da justiça.

Jornal Midiamax