Polícia

Tragédia da BR-267: Número exato de mortos ainda será apurado, diz polícia

O delegado Jefferson Rosa Dias, que preside a investigação do acidente ocorrido nesta terça-feira (18), na BR-267, disse em reportagem que três, dos onze corpos das vítimas, continuam sem localização. A afirmação partiu depois de ser questionado quanto ao número exato de vítimas em óbito. Jefferson enalteceu o trabalho realizado pela equipe, que desde o […]

Arquivo Publicado em 19/12/2013, às 15h43

None
325815072.jpg

O delegado Jefferson Rosa Dias, que preside a investigação do acidente ocorrido nesta terça-feira (18), na BR-267, disse em reportagem que três, dos onze corpos das vítimas, continuam sem localização.


A afirmação partiu depois de ser questionado quanto ao número exato de vítimas em óbito. Jefferson enalteceu o trabalho realizado pela equipe, que desde o momento do acidente trabalha exaustivamente com o propósito de esclarecer o caso e amenizar o sofrimento dos familiares.


“Peritos, policiais civis, médico legista, enfim, estamos dando o nosso máximo para sanar todas as dúvidas e esclarecer todos os pontos o quanto antes, porém, o caso é complexo. Encontrar essas vítimas ou provas de que elas estavam na van será tarefa difícil”, avalia o delegado.


Ele argumenta que, até o momento, oito corpos foram encontrados, desses, apenas três foram liberados, dois da van e um que era o motorista do caminhão. A informação de que o corpo de Fabiano, o condutor da van, havia sido liberado foi rebatida. O delegado acredita que, mesmo com alguns aspectos que podem identificar superficialmente a vítima, ele preferiu provas técnicas, ou seja, DNA, no entanto não houve a liberação, para que no futuro a família não tenha que passar por uma possível exumação do corpo.

Jornal Midiamax