Polícia

Polícia organiza operações periódicas para coibir ações criminosas de gangues

Tendo 90% dos homicídios ocorridos em Campo Grande esclarecidos pelos policiais da região Sul da cidade, o que equivale ao trabalho de investigação dos homens da 4ª, 5ª e 6ª Delegacia do município, de acordo com o delegado Fernando Nogueira, o planejamento agora visa realizar operações mensais na cidade para coibir, entre outros crimes, ações […]

Arquivo Publicado em 26/03/2013, às 12h33

None

Tendo 90% dos homicídios ocorridos em Campo Grande esclarecidos pelos policiais da região Sul da cidade, o que equivale ao trabalho de investigação dos homens da 4ª, 5ª e 6ª Delegacia do município, de acordo com o delegado Fernando Nogueira, o planejamento agora visa realizar operações mensais na cidade para coibir, entre outros crimes, ações criminosas de gangues.


“Nossa planejamento visa agora uma prevenção especializada, prendendo não só aquele ‘chefe’ de gangue que mata pessoas, mas sim o comparsa que empresta a ele a arma, o telefone, enfim todos aqueles que juntos formam uma quadrilha criminosa”, afirma o delegado Nogueira, titular da 5ª Delegacia de Polícia de Campo Grande.


Após presos, o delegado ressalta que o juiz então é quem decide o destino dessas pessoas. “A coautoria do crime ficará a critério do juiz, mas a nossa parte estaremos fazendo. É o exemplo dos presos aqui que praticaram um duplo homicídio em outubro do ano passado, motivado por vingança e acerto de contas dos crimes relacionados ao tráfico de drogas”, diz ao Midiamax o delegado.


Na manhã desta terça-feira (26), que contabilizou a quarta ação este ano, os policiais deflagraram uma operação para coibir o tráfico de drogas. Ao todo, três pessoas foram presas e quatro detidas, incluindo duas mulheres. Os policiais ainda cumpriram dez mandados de prisão e apreenderam armas, droga e objetos oriundos do tráfico.

Jornal Midiamax