Polícia

Polícia Federal prende caminhoneiro com droga e chinês por tentativa de suborno

Um chinês e um caminheiro foram presos pela Polícia Federal de Corumbá no final da tarde de sexta-feira, 28 de junho, no pedágio da ponte sobre o rio Paraguai, na região do Porto Morrinho, distante cerca de 70 quilômetros da área urbana corumbaense. O chinês tentou subornar os agentes federais e o caminhoneiro transportava cocaína. […]

Arquivo Publicado em 30/06/2013, às 13h18

None
1971516709.bmp

Um chinês e um caminheiro foram presos pela Polícia Federal de Corumbá no final da tarde de sexta-feira, 28 de junho, no pedágio da ponte sobre o rio Paraguai, na região do Porto Morrinho, distante cerca de 70 quilômetros da área urbana corumbaense. O chinês tentou subornar os agentes federais e o caminhoneiro transportava cocaína. Os flagrantes aconteceram dentro da Operação Sentinela.

Os policiais fiscalizavam um ônibus que seguia para Campo Grande e abordaram um passageiro de origem chinesa, que dois meses antes havia sido flagrado tentando ingressar no Brasil com a quantia de R$ 190 mil em dinheiro. Desta vez, ele portava R$ 10 mil e vários comprovantes de depósitos. Ao perceber que seria encaminhado à Delegacia de Polícia Federal, o chinês, de 25 anos ofereceu dinheiro aos policiais para ser liberado. Ele foi preso em flagrante, acusado de tentativa de suborno.

Horas depois, um caminhão que carregava cimento, com destino à capital sul-mato-grossense, foi abordado para fiscalização. O motorista ficou bastante nervoso diante dos policiais e numa revista detalhada, os agentes da PF descobriram três tabletes de cocaína – que totalizaram 2 quilos e 915 gramas – escondidos na cabine do veículo, na parte superior do para-brisa. O condutor, de 30 anos, disse que havia recebido a droga de um boliviano e deveria entregá-la em Campo Crande a um desconhecido.

Ambos foram encaminhados para a Delegacia de Polícia Federal em Corumbá. Em caso de condenação judicial, o chinês pode pegar pena de até 12 anos de prisão por corrupção ativa. O caminhoneiro, até 15 anos de reclusão por tráfico internacional de drogas.

Jornal Midiamax