Polícia

Polícia cobra cooperação da população no combate ao tráfico em Dourados

“Denúncia Anônima”. Esse é o pedido de apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Dourados junto à comunidade douradense, para que o combate ao tráfico de drogas no município seja ainda mais eficaz. Em entrevista nesta quarta-feira, o Sub-Comandante da Guarda Municipal, Orlean Catelan Teixeira, e o Tenente da Polícia Militar, Teodoro Caramalac, […]

Arquivo Publicado em 23/01/2013, às 18h09

None
1169508881.jpg

“Denúncia Anônima”. Esse é o pedido de apoio da Polícia Militar e da Guarda Municipal de Dourados junto à comunidade douradense, para que o combate ao tráfico de drogas no município seja ainda mais eficaz. Em entrevista nesta quarta-feira, o Sub-Comandante da Guarda Municipal, Orlean Catelan Teixeira, e o Tenente da Polícia Militar, Teodoro Caramalac, disseram que o apoio da população é de suma importância.



As duas forças de segurança travam luta incessante contra o comércio de entorpecentes na cidade. Locais públicos como praças, avenidas movimentadas e áreas próximas à escolas se tornaram os pontos preferidos dos traficantes. A Praça Antonio João e a Praça Paraguaia são exemplos; em ambos os locais, frequentemente pessoas são presas acusadas de tráfico, ou usuários são identificados fazendo uso de drogas.



“A PM faz rondas e combate este tipo de crime ostensivamente. Por dia, entre duas e três pessoas são detidas. Certamente é comum encontrar situações como esta em locais públicos, porém, o olhar atento dos cidadãos também pode ser um eficaz instrumento de trabalho da PM. Não podemos estar a todo tempo em todo lugar, mas estamos disponíveis para averiguar toda e qualquer denúncia”, disse Caramalac.



O Tenente continua: “Na maioria das vezes, os traficante vão até a praça central apenas para entregar uma encomenda. Seu ponto de base, sua boca de fumo, geralmente está instalada em outras áreas. Isso nós temos percebido e combatido. Através de informações cedidas por moradores, conseguimos fechar várias bocas de fumo principalmente no Jardim Itália e na Vila Cachoeirinha e Jardim Clímax. Por isso é importante informar”.



O Sub-Comandante da GM, Catelan, partilha da mesma idéia. E explica que a luta contra o tráfico é difícil. “Temos guardas nos principais pontos de aglomeração de pessoas, como na rodoviária, por exemplo, e vigias que ficam em praças de bairros e cepers. Isso ajuda a inibir a ação dos criminosos. Já detivemos várias pessoas nesses locais, mas enquanto um vai para a cadeia, outros novos surgem”, lamentou.



Catelan diz que a GM checa toda informação que recebe da comunidade e afirma que somente com o a ajuda de todos, este tipo de crime será reduzido ao máximo na região. “A segurança não é responsabilidade apenas das esferas públicas como o Estado ou Município. É preciso que haja um trabalho conjunto de troca de informações. As denúncias são anônimas e não comprometem o informante. O douradense não precisa ter medo de nos avisar que seu vizinho é traficante, por exemplo. É seguro”, esclareceu.



SERVIÇO



Para realizar denúncias o cidadão por entrar em contato com as autoridades através dos seguintes telefones:



Polícia Civil – 3411 – 8060



Polícia Militar – 190



Guarda Municipal – 199


Jornal Midiamax