Polícia

Marido de paciente que morreu é preso por ameaçar médico em posto de Campo Grande

Um homem de 29 anos foi preso após usar uma falsa arma de fogo para ameaçar um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Moreninhas. O homem disse aos policiais que “tinha que acertar as contas” com o médico que teria sido responsável pelo tratamento da mulher dele, que acabou morrendo. De acordo […]

Arquivo Publicado em 05/11/2013, às 21h20

None
255293840.jpg

Um homem de 29 anos foi preso após usar uma falsa arma de fogo para ameaçar um médico da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro Moreninhas. O homem disse aos policiais que “tinha que acertar as contas” com o médico que teria sido responsável pelo tratamento da mulher dele, que acabou morrendo.


De acordo com a Polícia Civil, o caso aconteceu na noite do sábado (2), mas só foi divulgado nesta terça-feira (5). No posto de saúde os investigadores constataram que a arma era apenas um simulacro de revólver.


O homem foi encaminhado para a Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac) do bairro Piratininga, onde após ser autuado por ameaça, desacato e desobediência e foi liberado.

Jornal Midiamax