Polícia

Três são presos por crimes eleitorais em Aral Moreira

A Polícia Civil teve muito trabalho neste final de semana de eleições em Aral Moreira, município localizado no extremo sul do Estado, região de fronteira com o Paraguai. Entre o sábado (6) e o domingo (7), três pessoas foram presas acusadas de crimes eleitorais. Na noite de véspera às votações, o marido de uma candidata […]

Arquivo Publicado em 08/10/2012, às 13h33

None

A Polícia Civil teve muito trabalho neste final de semana de eleições em Aral Moreira, município localizado no extremo sul do Estado, região de fronteira com o Paraguai. Entre o sábado (6) e o domingo (7), três pessoas foram presas acusadas de crimes eleitorais.


Na noite de véspera às votações, o marido de uma candidata ao cargo de vereador, foi detido acusado de compra de votos. Ele foi flagrado na Vila Satélite, distribuindo envelopes que continham santinhos e cédulas de R$ 10. Conforme a polícia, ao todo, ele portava cerca de R$ 700.


Já no domingo, um cabo eleitoral também acabou preso por compra de votos. A esposa de um candidato a vereador foi autuada em flagrante transportando eleitores; crime inafiançável. Os outros foram liberados mediante pagamento de fiança. Segundo a polícia, a atuação ostensiva das autoridades contribuiu para coibir outros delitos.

Jornal Midiamax