Polícia

Ruralista é suspeito de matar agente da Polícia Federal no Paraná

Um policial federal foi morto neste sábado de madrugada quando saia de uma danceteria na cidade de Cascavel, a 500 km de Curitiba. O agente Alexandre Drummond Barbosa, 36 anos, foi baleado com tiros de espingarda calibre 12 e de pistola. O assassino, de acordo com a Polícia Federal, é o líder ruralista Alessandro Meneghel, que […]

Arquivo Publicado em 14/04/2012, às 17h55

None

Um policial federal foi morto neste sábado de madrugada quando saia de uma danceteria na cidade de Cascavel, a 500 km de Curitiba. O agente Alexandre Drummond Barbosa, 36 anos, foi baleado com tiros de espingarda calibre 12 e de pistola.

O assassino, de acordo com a Polícia Federal, é o líder ruralista Alessandro Meneghel, que já tem um histórico de violência na região. Ele teria se envolvido numa briga com o agente da PF, saiu da festa e ficou esperando o policial fora da boate Bielle Club, no centro de Cascavel. Quando Barbosa saiu, o fazendeiro, de dentro do seu carro, disparou.

Meneghel ligou ainda na madrugada para a PF e confessou o crime. Ele foi preso em uma de suas propriedade e será indiciado por homicídio qualificado. A polícia investiga denúncias de que havia outra pessoa com Meneghel.

O agropecuarista Alessandro Meneghel (DEM), que já presidiu a Sociedade Rural do Oeste do Paraná, tem histórico de confrontos com o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra. Ele é acusado de envolvimento na morte do sem-terra Keno de Oliveira em 2007 e já foi preso por porte ilegal de arma de fogo. Em 2010, tentou se candidatar a deputado estadual pelo DEM, mas teve sua candidatura impugnada pelo TRE por ter sido condenado por corrupção ativa em novembro de 2009.

Jornal Midiamax